iPhone GET!

iphoezao

Dez meses depois da minha última atualização, volto a este esquecido espaço da internet para deixar uma coisa registrada: eu sou um cara que cumpre suas promessas a si mesmo. 

A 10 de Janeiro de 2007, escrevi:

(…) fica aqui a minha resolução tardia de ano-novo: só trocar de celular quando eu puder comprar um iPhone e só trocar de computador quando eu conseguir bancar um Mac.

Apesar da segunda metade não ter se tornado verdade (comprei um Preview há uns quatro meses), a parte do iPhone, inacreditavelmente, se cumpriu. Se eu pudesse voltar no tempo e dissesse à versão de mim mesmo que escrevia essas linhas há quase dois anos que isso acabaria se tornando verdade, ele teria me ridicularizado, causando sério problemas de baixa auto-estima pós-viagem-temporal.

Mas enfim. Depois de praticamente quatro anos de serviços prestados, finalmente o meu Nokia 2112 terá um enterro digno.

Will Wonka did it again

Capa do Single “O Ímpar Perfeito”Will Prestes conseguiu de novo. Depois de um bom tempo sem lançar nenhum material realmente novo para os fãs, o frontman da Wonkavision liberou o novo single, “O Ímpar Perfeito” — que já vinha sendo tocada nos shows há bastante tempo –, para download no MySpace. (E em outros sites.) Ela é a primeira das 12 novas músicas, todas ínéditas, que a Wonka vai lançar mensalmente para os fãs.

E o que dizer desta em particular? Eu certamente poderia me desdobrar em parágrafos de elogios aqui, a música seria merecedora. Poderia dizer, por exemplo, que a voz da Manu é a única que consegue ficar melhor e melhor a cada gravação, ou que os acordes pesados de piano durante o refrão são o melhor uso do instrumento que eu já ouvi desde que viciei em Ben Folds Five. Mas acho que basta dizer que ouví-la foi o suficiente para que eu “me lembrasse” de qual é realmente a minha banda nacional favorita.

Quando eu conheci a Wonka, foi amor à primeira audição, literalmente. Na primeira vez que eu ouvi, senti que aquilo era completamente diferente do que eu estava acostumado, e acima de tudo, completamente genial. Tornou-se a minha banda favorita no mesmo instante, e passei a recomendar pra todo mundo. Alguns não gostavam (momento a partir do qual eu considerava a hipótese de assasinato com um machado eletrificado), mas a maioria acabava gostando.

Depois da saída da baixista Grazi Badke, há, sei lá, uns dois anos (ela foi logo substituída pelo ex-Vídeo Hits Gustavo), as coisas foram esfriando gradativamente na banda, ao menos aos olhos dos fãs. Foi lançada uma segunda versão do álbum de estréia, rebatizado de Wonkainvasion (o primeiro era apenas Wonkavision) e com algumas faixas extras que os fãs sempre reclamaram de não terem entrado no primeiro corte. Mas foi só. Os shows foram ficando mais escassos, as notícias rareavam, em alguns momentos dava até pra pensar que a banda ia acabar, ou já tinha acabado.

Em determinado momento começaram a tocar músicas novas nos poucos shows (e lançaram um clipe genial feito em casa). Foi a esperança que os fãs precisavam. “Quando sai o CD novo?” Mas nunca soubemos ao certo quando sairia, só que estava em produção. Era uma luz no fim do túnel, mas não o suficiente. Não o suficiente porque enquanto isso eu conhecia Violins. Réu e Condenado. Volver. Rádio de Outuno. Me aprofundava mais no trabalho do Pato Fu. Isso só pra ficar nas bandas nacionais. Passava a gostar cada vez mais dessas bandas, enquanto passava a lembrar com cada vez mais dificuldade do quanto eu gostava da Wonkavision.

Mas agora chegou o novo single. Uma música; quatro minutos e cinco segundos. E foi o suficiente para eu lembrar exatamente do quanto eu gosto da Wonkavision. Para eu lembrar, ou me dar contar mais uma vez, que, em matéria de música, a Wonkavision é o meu ímpar perfeito.

The Wonkas
Nem ímpares, nem perfeitos. Mas eu amo estas pessoas.

CD Novo do Foo Fighters: 12 faixas, 140 caracteres

Echoes, Silence, Patience & GraceDepois o povo diz que o Twitter não tem utilidade. Ontem estava eu ouvindo pela primeira vez o Echoes, Silence, Patience and Grace (mais conhecido como “CD novo do Foo Fighters”) pela primeira vez, quando resolvi que faria uma experiência. Postaria um faixa-a -faixa curtíssimo (ao contrário de outros que eu já escrevi) usando a ferramenta de microblogging.

Pra quem não conhece o Twitter e ainda não leu o post que eu fiz sobre ele no H2Web, vai o resumo: é um sitezinho super bacana onde tu posta pequenos conteúdos de até 140 caracteres cada. Quem se interessa no que tu tem pra dizer clica em um botãozinho na tua página e passa a receber essas atualizações. E, da mesma forma, tu pode fazer isso pra receber as atualizações das pessoas que tu acha interessantes. Tá bombando no Brasil, daqui a pouco todo mundo vai estar usando, então entra logo e me agradeça depois. =)

Só clicar aquiEntão, quer saber o que eu achei de cada umas músicas na primeiríssima vez que ouvi cada uma delas? Não? É, imaginei que não…

Bom, se mudar de idéia, é só clicar nessa miniaturinha de imagem aqui do lado, esperar carregar… e ler. Mas de baixo pra cima, tá? Porque é assim que a informação flui no mundo Twitterístico.

 

Acronimusical

O Carlos publicou uma brincadeira bacana no blog dele, onde a gente escreve um nome de banda que a gente curta pra cada letra do nosso nome, formando um acrônimo. Como é um treco que vai dar super pouco trabalho pra fazer (edição do futuro: mentira, deu um trampo do cão), decidi postar aqui. Post novo é sempre bom, né? 😛

Foo Fighters
Ash
Ben Folds Five
I Against I
Ozma

Bidê ou Balde
Relient K
AM Radio
Cake
Hatherley, Charlotte (é, com H é complicado)
Tenacious D

Eu ia linkar todo mundo com os seus profiles no Last.fm, mas eu não tenho filho desse tamanho. Se quiser conhecer alguma delas, clica aqui e procura pelo nome. Belezinha?

Tirando a poeira, Foo Fighters-style

Eu sei que, se é que alguém ainda esperava alguma coisa, vocês estavam esperando um texto pra tirar a poeira desse blog. Mas eu vou passar essa tarefa ao meus grandes amigos do Foo Fighters, que acabaram de lançar um single novo. E eu diria que eu não ouço uma música do Foo Fighters tão foda assim desde Gimme Stitches, do There’s Nothing Else to Lose.

Ponha seus fones de ouvido, ligue suas caixas de som, aumente o volume, clique aí embaixo e sinta. Sinta a poeira voando para bem longe.

Foo Fighters – The Pretender

Foo Fighters
Sério, tem banda mais foda nesse mundo?

A Pequena Pastora

O vídeo a seguir é possivelmente uma das coisas mais traumatizantes que eu já assisti na vida. Assista e por favor me responda…

…o que passa na sua cabeça ao ver isso?

Indo para a Web 2.0

Go2Web2.0!Putz, que saco. Eu tinha um monte de coisas pra fazer hoje, mas parece que não vai dar pra fazer tudo. Graças ao blog do Tiago Dória, eu achei o site Go2Web2.0, que é um diretório de todos (ou dos melhores) sites da chamada Web 2.0. Como eu sou apaixonado por essa nova onda da internet mundial e uso vários dos sites que já estão no diretório (Box.net, Digg, YouTube, Last.fm, Multiply, Writely e a própria Wikipedia, entre outros), tenho certeza que vou encontrar no mínimo mais uma meia dúzia (quem sabe uma dúzia inteira?) de sites que eu vou curtir e que me serão úteis.

O problema é que eu vou levar o dia inteiro pra isso. 😛

Me acompanha nessa busca? Clique aqui para ir ao Go2Web2.0 e me conte se achar alguma coisa útil/legal/interessante.